TRATAMENTO ENDODÔNTICO

O tratamento endodôntico, popularmente conhecido como tratamento de canal, é indicado para casos onde a polpa do dente foi afetada. Isso pode ocorrer seja por uma cárie que se desenvolveu e chegou até a polpa ou por algum trauma, como acidentes que geraram a quebra dos dentes.

 

Os sintomas da necessidade de um tratamento de canal são variados e o paciente deve ficar atento a eles. Faça sempre uma avaliação periódica a cada seis meses com seu dentista e preste atenção caso sinta em algum destes sintomas: sensibilidade intensa e constante ao contato com alimentos frios ou quentes, incômodo ao toque, dor de dente contínua, inchaço em torno do dente dolorido, dificuldade para mastigar, escurecimento do dente ou dor no maxilar superior ou na mandíbula.

 

De modo geral as pessoas têm muito medo do tratamento de canal. Elas têm a crença de que o tratamento dói, antes mesmo de realizá-lo. Muito pelo fato de antigamente não haver recursos tecnológicos para se minimizar o desconforto. Hoje em dia existem várias tecnologias que fazem com que o tratamento seja mais preciso e mais confortável para o paciente.

 

As novas tecnologias minimizam as dores do antes e depois do tratamento, aumentam a eficácia, proporcionam maior conforto na intervenção, reduzem o tempo de tratamento e trazem maior comodidade ao profissional e ao paciente. Com os analgésicos e remédios atuais e com o uso de rotatório e localizadores, é possível realizar os procedimentos com muita segurança e rapidez. Em muitos casos o tratamento todo é realizado em apenas uma sessão e em quase todos em no máximo duas sessões.

 

Aqui nas Clínicas Odontológicas Precisodonto de Ribeirão Preto indicamos a realização dos tratamentos de canal sempre com anestesia computadorizada. A anestesia computadorizada possibilita anestesiar mucosas e gengivas sem dor e com maior precisão. Utilizando um aparelho eletrônico chamado Morpheus, o cirurgião-dentista injeta anestesia com um objeto bem similar a uma caneta, conseguindo assim manipular sua utilização com mais eficiência somente no local a ser tratado, evitando a dormência de diversas áreas da boca após o procedimento.

 

Não tratar um dente cuja indicação é o tratamento de canal pode gerar consequências sérias para a saúde bucal do paciente, como infecções dentárias e gengivais, dificuldades de mastigação e inclusive ao longo do tempo a possibilidade de perda do dente.

 

Venha nos conhecer e realizar uma avaliação! Agenda agora!

PERGUNTAS FREQUENTES

O tratamento de canal dói?

As anestesias disponíveis no mercado são muito eficazes, dando maior conforto ao paciente durante o procedimento. Com anestesia computadorizada, o paciente não sente a agulha e a pressão do medicamento sendo administrado. Além do mais, reduz a quantidade da substância necessária para ter o mesmo efeito e, consequentemente, os incômodos pós-anestesia. Assim, é possível se submeter ao tratamento de canal sem sentir dor.

 

Quanto tempo demora para realizar o tratamento de canal?

Com o uso da tecnologia atual o procedimento todo pode ser finalizado em uma ou duas consultas. A Precisodonto oferece toda a tecnologia de ponta em odontologia para o seu tratamento de canal. Assim, você pode cuidar dos seus dentes com toda a modernidade a seu favor.

 

O que causa um canal?

O tratamento de canal é indicado para casos onde a polpa do dente foi afetada. Isso pode ocorrer seja por uma cárie que se desenvolveu e chegou até a polpa ou por algum trauma, como acidentes que geraram a quebra ou fratura dos dentes.

 

Quais as etapas do tratamento de canal?

As etapas do tratamento de canal consistem na abertura do dente até a câmara da polpa. Após a abertura são utilizadas limas especiais para eliminar a polpa doente dos canais. Em seguida, é feita a irrigação para limpeza e remoção de resíduos e a modelagem do canal para restauração. Em alguns casos, pode ser necessária a colocação de um pino na raiz, para dar mais suporte à coroa. Na última etapa o dente recebe uma restauração com material permanente ou a fixação de uma coroa.

 

O que ocorre se não for tratado o canal?

Não tratar um dente cuja indicação é o tratamento de canal pode gerar consequências sérias para a saúde do paciente, como infecções dentárias e gengivais, dificuldades de mastigação e inclusive ao longo do tempo a possibilidade de perda do dente. Em casos mais graves pode levar ao desenvolvimento de edema, cistos intra-ósseos, reabsorção óssea, e, inclusive, comprometimento de outros órgãos do corpo.